//periodicos.ufca.edu.br/ojs/index.php/folhaderosto/issue/feed Folha de Rosto 2020-09-03T02:53:50+00:00 Maria Cleide Rodrigues Bernardino cleide.rodrigues@ufca.edu.br Open Journal Systems <p>A ‘Folha de Rosto: Revista de Biblioteconomia e Ciência da Informação’ é um periódico científico publicado pelo Programa de Pós-Graduação em Biblioteconomia (PPGB), através do Mestrado Profissional em Biblioteconomia, da Universidade Federal do Cariri (UFCA). A publicação tem por objetivo divulgar trabalhos inéditos que representem contribuição científica para o desenvolvimento de novos conhecimentos na área de Biblioteconomia, Ciência da Informação e áreas afins.</p> <p>As <strong>submissões</strong> para a Folha de Rosto: revista de Biblioteconomia e Ciência da Informação <strong>são em fluxo contínuo</strong>.</p> <p><strong>Periodicidade:</strong> Quadrimestral</p> //periodicos.ufca.edu.br/ojs/index.php/folhaderosto/article/view/566 Expediente 2020-08-24T21:43:41+00:00 Maria Cleide Rodrigues Bernardino cleide.rodrigues@ufca.edu.br 2020-08-24T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Folha de Rosto //periodicos.ufca.edu.br/ojs/index.php/folhaderosto/article/view/561 Quando a ciência está na UTI, quem perde é a sociedade 2020-08-24T23:30:34+00:00 Bárbara Coelho Neves babi.coelho7@gmail.com Denise Braga Sampaio denisebs23@gmail.com 2020-08-24T17:19:05+00:00 Copyright (c) 2020 Folha de Rosto //periodicos.ufca.edu.br/ojs/index.php/folhaderosto/article/view/490 Emergência de saúde pública global por pandemia de Covid-19 2020-08-25T14:57:44+00:00 Clóvis Ricardo Montenegro de Lima clovismlima@gmail.com Nancy Sánchez-Tarragó nancita1973@gmail.com Danielle Moraes arq.drm@gmail.com Luciana Grings lugrings@gmail.com Mariangela Rebelo Maia mariangela.saude@gmail.com <p>Quer-se investigar e discutir os processos e dinâmicas informacionais em torno da emergência global de saúde pública pela pandemia de Covid-19, com ênfase nas manifestações de desinformação ao redor da origem do vírus, da medida de isolamento social e dos tratamentos. Como alicerces teóricos discute os conceitos de desordem informacional, desinformação, assimetria de informações e validação discursiva. A pandemia de Covid-19 atualiza a discussão das estratégias de poder, em um contexto caracterizado pela difusão e uso intenso da informação em tempo real, o uso simples de tecnologias para a edição e publicação de imagens e textos e a emergência do negacionismo científico e a pós-verdade. Esta é uma das grandes novidades desta pandemia, que traz consigo questões críticas de sinceridade, veracidade e honestidade. A sinceridade diz respeito à dimensão subjetiva, a veracidade sobre a dimensão objetiva e a honestidade sobre a dimensão social. Ao mesmo tempo, as notícias na Internet retomam a discussão sobre fraudes que são, de certo modo, uma atualização da questão da "manipulação" nos meios de comunicação. A declaração de alerta sanitário pela Organização Mundial de Saúde dá uma dimensão global para controvérsias sobre objetividade na pandemia. A mudança do modo de comunicação de um para muitos, para uma comunicação de muitos com muitos, torna as questões da informação mais complexas. Na pandemia do Covid-19 são muitas as tensões, controvérsias e conflitos entre autoridades sanitárias, pesquisadores, profissionais de saúde, pensadores críticos e defensores de direitos humanos e sociais. Destaca a importância da validação discursiva da informação pois a disseminação da informação na sociedade enfrenta o filtro do uso público da razão, particularmente aguçado pelo horizonte da finitude humana.</p> 2020-05-11T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Folha de Rosto //periodicos.ufca.edu.br/ojs/index.php/folhaderosto/article/view/517 Um estudo de caso sobre a aplicabilidade dos vídeos de curtíssima duração nas mídias sociais como via de informação 2020-08-25T02:56:07+00:00 Alessandra Ribeiro Assunção do Amaral sandra_amaral2@hotmail.com Barbara Coelho Neves babi.coelho7@gmail.com <p>O presente trabalho visa analisar a aplicabilidade dos vídeos de curtíssima duração publicados nas mídias sociais oficiais ou não, do município de Entre Rios no estado da Bahia, durante o período de 20 de abril a 20 de maio de 2020, que tencionam informar a sociedade local sobre as vias de prevenção e cuidados a serem adotados a fim de evitar o contágio e disseminação do COVID-19 na esfera municipal. Toma como ponto de partida uma análise histórica da sociedade no contexto de Pandemia, seguida de coleta e análise de dados produzidos, apresentados e postados sob forma de vídeos nas mídias sociais a fim de auxiliarem na disseminação das informações que visem contribuir para a redução da taxa de contágio da doença que representa uma ameaça em escala global. A metodologia adotada obedece aos critérios da dialética, com o desenvolvimento da pesquisa numa perspectiva da observação participante e assistemática uma vez que acontece sem prévio planejamento e sem qualquer tipo de controle e por amostragem, o que possibilitou uma análise mais fidedigna da realidade encontrada.</p> 2020-08-24T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Folha de Rosto //periodicos.ufca.edu.br/ojs/index.php/folhaderosto/article/view/520 Lives da fé 2020-08-25T04:02:48+00:00 Deyse Luciano de Jesus Santos deyse10luciano@gmail.com Ludmila Carneiro Albuquerque albuquerque.ludmilaa@gmail.com <p>Religião e sociedade vêm sendo uma discussão cada vez mais latente nas instituições de educação, sobretudo, por ser a religião parte do sistema cultural que caracteriza os sujeitos e demarca aspectos significativamente particulares de suas identidades, que por vezes conflitam nas interações sociais devido ao<br>comportamento ascético predominante em muitas doutrinas evangélicas. Diante as relações estabelecidas entre os fiéis, que a Palavra determina suas ações no mundo, e a necessidade de manutenção de isolamento social, altamente questionado por algumas congregações religiosas e considerando que o contato<br>destes fiéis com os meios de comunicação de massa, sempre foi conflituoso, o objetivo do trabalho em questão foi analisar a partir das redes sociais, como vem se posicionando os fiéis, com vistas a participação dos cultos no ambiente virtual e a interação com as questões de fé, considerando ser este um espaço de<br>visibilidade mundana. Metodologicamente se trata de uma pesquisa social qualitativa que teve como campo de pesquisa as redes sociais. A pesquisa apontou que apesar do grande percentual de brasileiros que se afirmam fiéis evangélicos, a oferta de cultos e interação nas redes ainda é muito pequena, o<br>que ainda demonstra certa resistência das lideranças, ainda que, para os fiéis essa seja uma possibilidade.</p> 2020-06-20T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Folha de Rosto //periodicos.ufca.edu.br/ojs/index.php/folhaderosto/article/view/514 Metodologias, ferramentas e aplicações da inteligência artificial nas diferentes linhas do combate a Covid-19 2020-08-25T04:03:15+00:00 Barbara Coelho Neves babi.coelho7@gmail.com <p>O tema deste artigo trata da inteligência artificial (IA) no contexto da informação em saúde. Tem como objetivo principal apresentar um conjunto de metodologias, ferramentas e aplicações da inteligência artificial nas diferentes linhas do combate ao novo coronavírus e a Covid-19. Especificamente, exemplifica tecnologias de IA (dados tabulares, processamento de linguagem natural e visão computacional), utilizadas durante a pandemia nos campos da saúde e destaca as principais aplicações da IA no combate a Covid-19. Quanto à metodologia, foi um estudo com abordagem qualitativa, descritivo e de levantamento sistemático com apoio de revisão de literatura. Como principal resultado apresenta os avanços da transformação digital que a sociedade está passando, principalmente, nos campos que envolvem as ações de mitigação do novo coronavírus. Considera finalmente que o movimento circular entre tecnologias, inovação e comportamento se retroalimentam na sociedade e a inteligência artificial perpassa de forma transversal este processo. Talvez isso seja ainda mais forte e visível de ser observado durante a pandemia da Covid-19.</p> 2020-06-14T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Folha de Rosto //periodicos.ufca.edu.br/ojs/index.php/folhaderosto/article/view/526 COVID-19 2020-08-25T04:03:54+00:00 Fabiano Castro fabianocastro.ufscar@gmail.com <p>A integração, o compartilhamento e a interoperabilidade de dados clínicos é uma das ações que pode ajudar os países, a melhorar o intercâmbio dos dados em saúde. Nesse estudo, destacam-se os metadados e os padrões de metadados que proporcionam a recuperação da informação melhor estruturada e efetiva. Dessa forma, esse artigo procura identificar e estudar as iniciativas internacionais e nacionais que tratam da adoção de metadados e padrões de metadados nos ambientes, sistemas e plataformas que operam com conteúdos digitais para dados e informações clínicos. Por meio da pesquisa bibliográfica, foi possível levantar algumas iniciativas de sistemas, de ambientes e de plataformas que tem tratado a informação em saúde, em especial os relacionados à COVID-19, a fim de verificar se tais casos têm adotado metadados e padrões de metadados. Foram abordados, no âmbito internacional, The Semantic Scholar em parceria com o Allen Institute for AI; The Interoperability Standards Advisory (ISA); Repositorio Institucional para Intercâmbio de Informação – IRIS, da Organização Pan-Americana da Saúde; no âmbito nacional, dois casos em desenvolvimento na Universidade Federal de São Carlos (UFSCar). Os resultados mostram que todas as iniciativas adotam metadados e padrões de metadados em suas ações, uma no âmbito internacional utiliza o padrão de metadados Dublin Core, formato consagrado do universo bibliográfico e as demais, metadados que estão em consonância com o <em>Linked Data</em> e a <em>Web</em> Semântica. Para que o conteúdo digital criado durante a contingência em saúde possa ser adicionado às coleções de maneira interoperável e permanente é necessário a adoção de metadados e dos padrões de metadados, pois são eles que garantem a consistência dos dados e definem a interoperabilidade, contribuindo para a troca de dados entre as instituições de saúde e otimizando a recuperação de informações de qualidade e confiáveis.</p> 2020-06-25T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Folha de Rosto //periodicos.ufca.edu.br/ojs/index.php/folhaderosto/article/view/525 Covid-19, Tecnologia Digital e Educação 2020-08-25T04:04:22+00:00 Raquel Alves Sobrinho raquel.preparacao@gmail.com Jurandir de Almeida Araújo juran-araujo@hotmail.com Barbara Coelho Neves barbaran@ufba.br <p>O presente artigo tem como objetivo tecer uma análise crítico/reflexiva acerca do uso de aparatos tecnológicos digitais conectados à internet nas instituições comunitárias de Educação Infantil, em relação a minimização dos prejuízos causados pelo fechamento das escolas em decorrência da pandemia de Covid-19. A utilização desses equipamentos tem sido um dos principais meios para que a educação escolar aconteça de forma remota. A metodologia foi do tipo estudo de caso com abordagem qualitativa. Como resultado, o estudo revelou que as profissionais que atuam nas instituições comunitárias de ensino, têm se reinventado na busca de sistematizar propostas pedagógicas que diminuam os abismos que separam as aulas presenciais das aulas remotas. Por fim, destaca que as lacunas têm sido minimizadas com o uso dos aparatos tecnológicos digitais conectados à internet.</p> 2020-06-28T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Folha de Rosto //periodicos.ufca.edu.br/ojs/index.php/folhaderosto/article/view/524 Significados composicionais de Infográficos e o combate à desinformação em tempos de Covid-19 2020-09-03T02:53:50+00:00 Silvana Pereira da Silva silvana.interativa@gmail.com Jaires Oliveira Santos jairesoliveira@gmail.com <p>Este artigo empreende um debate sobre a contribuição dos infográficos no combate a proliferação de desinformação, em vista dos significados composicionais de elementos visuais e verbais. Para atender a este objetivo, realizou-se uma reflexão bibliográfica e usou-se três infográficos do site da Organização Mundial da Saúde (OMS). Conclui-se que os infográficos apresentam características que ajudam na disseminação de informações idôneas, coesas e concisas, de modo que contribuem efetivamente para suprimir as desinformações em tempos de Covid-19.</p> 2020-06-28T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Folha de Rosto //periodicos.ufca.edu.br/ojs/index.php/folhaderosto/article/view/528 TIC para manutenção dos estudos em período de pandemia na Universidade Federal da Bahia 2020-08-25T04:05:21+00:00 Monaliza Gomes da Conceição monaliza_conceicao@hotmail.com Ucineide Rodrigues Rocha ucirocha40@gmail.com <p>Uma das formas que o ensino no Brasil encontrou para se manter no período de isolamento causado pela pandemia do Coronavírus, foi por meio de aulas remotas aderidas por algumas Instituições de Ensino Superior, em sua maioria, privadas. A Universidade Federal da Bahia, porém, manteve, por iniciativa de alguns professores, alguns momentos de aula neste formato remoto mediados por TIC, utilizando-se do sistema Moodle, um Ambiente Virtual de Aprendizagem - AVA, do qual já era usuária. Este artigo apresenta a discussão dos impactos que o COVID -19 gerou na Educação no Brasil, as políticas públicas criadas para orientar a realidade de isolamento social e como os sistemas de informação pertencentes na UFBA foram utilizados neste período de pandemia. Trata-se de uma pesquisa bibliográfica em torno de diferentes legislações, com uma abordagem qualitativa, tendo como objetivo identificar como a UFBA se mantém em seus momentos de aula remota ao utilizar-se do Moodle. Traz nesta perspectiva as categorias de análises voltadas para COVID-19 - Ensino Superior - TIC e políticas de informação.</p> 2020-07-03T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Folha de Rosto //periodicos.ufca.edu.br/ojs/index.php/folhaderosto/article/view/533 O uso das Plataformas Digitais pelas IES no contexto de afastamento social pela Covid-19 2020-08-25T04:06:19+00:00 Camila Bahia Góes camilabagoes@gmail.com Glauber Cassiano glauber.cassiano@ufba.br <p>Este estudo teve como objetivo analisar a percepção dos professores das IES sobre o uso das plataformas digitais durante o afastamento social causado pela Covid-19. O afastamento social direcionou para novas formas de se relacionar na sociedade e as Instituições de Ensino Superior (IES), principalmente, as de rede privada, precisaram se adaptar a nova ordem social a fim de que não prejudicasse o semestre acadêmico, adotando então, o ensino remoto como prática institucional através do uso das plataformas digitais para o processo de ensino e aprendizagem. Foi realizada uma pesquisa exploratória com 10 professores de IES distintas, selecionados por atuarem especificamente no curso de Pedagogia, e através do questionário construído no Formulário Google foi feito o levantamento das narrativas dos mesmos. Como resultado, percebe-se que os desafios entornam diante dos pontos de boa conectividade; ausência de recursos adequados; acesso á Internet; ausência dos estudantes nas aulas remotas, formação adequada dos professores para o domínio das ferramentas e outros.</p> 2020-07-02T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Folha de Rosto //periodicos.ufca.edu.br/ojs/index.php/folhaderosto/article/view/527 Memes e narrativas em tempos de pandemia da Covid-19 2020-08-25T04:06:48+00:00 Handherson Leyltton Costa Damasceno handhersondamasceno@gmail.com <p>Em tempos de pandemia do novo coronavírus, o estudo realiza uma análise das narrativas meméticas em um grupo no Facebook, com vistas a identificar os principais temas que emergem dos memes. Fruto de uma pesquisa qualitativa, de cunho analítico e descritivo, o principal argumento é que, através dos memes, os sujeitos reinventam e editam as ações humanas, dando pitadas de humor, acidez, comicidade e surpreendentes formas de ver a si e ao mundo, mas principalmente, os memes proclamam uma reconfiguração da problemática da pandemia do novo coronavírus no território brasileiro. O artigo conclui que os memes contribuem para que haja uma ressignificação de vivências, temas, sentimentos e reorganização e atualização das subjetividades individuais e coletivas no contexto da Covid-19.</p> 2020-07-02T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Folha de Rosto //periodicos.ufca.edu.br/ojs/index.php/folhaderosto/article/view/549 As Dinâmicas Informacionais do conteúdo publicado pelos Governos do Ceará, do Maranhão e de Pernambuco e as relações com as estatísticas por coronavírus 2020-08-25T04:07:14+00:00 Denise Braga Sampaio denisebs23@gmail.com Maria Cleide Rodrigues Bernardino cleide.rodrigues@ufca.edu.br Marcela Lino da Silva linomarcela@gmail.com Phelipe Rafael Alves de Menezes menezesphelipe@gmail.com <p>Buscou-se identificar a dinâmica informacional dos perfis oficiais de governos dos estados do Nordeste do Brasil – Ceará, Maranhão e Pernambuco – quanto à disseminação de informações durante a pandemia mundial da Covid-19. Para tanto, foi realizada uma categorização das informações veiculadas para refletir quanto ao volume das informações e avaliar as dinâmicas dos conteúdos e suas relações com os dados estatísticos de infectados e mortos nesses estados. Metodologicamente, realizou-se uma categorização das publicações do Instagram oficial de cada governo e usou-se a Análise de Redes Sociais (ARS), que possui uma abordagem quali-quantitativa, para mapear as interações e a análise de padrões de relacionamento e fluxo informacional com os dados coletados. Isso permitiu compreender a comunicação no contexto das organizações a partir do viés relacional e processual. A partir disso, concluiu-se que a maioria das publicações é de conteúdo relacionado a medidas de enfrentamento à Covid-19, o que denota uma preocupação dos governos dos estados em demonstrar à população suas ações formais para minimizar os impactos causados pelo novo coronavírus. Além disso, o resultado ratificou Pernambuco como o estado mais transparente em relação à divulgação de dados e informações acerca dos casos da doença no estado.</p> 2020-07-11T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Folha de Rosto