A Literatura de Cordel Como Fonte de Informação: um Olhar Historiográfico e Conceitual

João Bosco Dumont do Nascimento, Francisca Pereira dos Santos

Resumo


O presente trabalho busca compreender a literatura de folhetos nordestina, também conhecida como literatura de cordel, analisando a sua influência nos processos de comunicação, e caracterizando-a como fonte de informação. Esta arte tem em sua essência todos os elementos  presentes  na  história  da  comunicação  humana,  oriunda  da  oralidade,  com  forte  influência  no  sistema  editorial  brasileiro, sobretudo na região Nordeste, através das tipografias populares, o cordel está presente em diversos suportes, tecnologias e c ódigos, com  inserções  e  adaptações  no  cinema,  na  música,  na  dança,  no  teatro,  nas  artes  plásticas  e  na  própria  literatura.  Assim  sendo, abordamos a literatura de cordel em suas múltiplas formas, trazendo inicialmente uma discussão historiográfica e conceitual, que permite delinear a sua conjuntura na dinâmica cultural brasileira, e, a partir daí postulamos a sua interatividade nos universos da oralidade e da escrita, que possibilita a compreensão pragmática das suas técnicas de composição, e consequente registro nos mais variados suportes.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Indexadores e Diretórios