Itinerários da Finitude:

Albert Camus e Vergílio Ferreira

  • Maria Celeste Natário Universidade do Porto - Portugal
Palavras-chave: Albert Camus, Vergílio Ferreira, Finitude, Existência

Resumo

Neste texto, desenvolvemos um diálogo com Albert Camus e Vergílio Ferreira, a partir de algumas temáticas do pensamento existencial ou do designado “existencialismo”. Filósofos de acção foram estes dois autores, até ao limite permitido pelas suas forças. O exercício filosófico de Vergílio Ferreira acentua o que designamos como um existencialista mais “mental” – o de Albert Camus será mais “visceral” –, mas ambos, nos seus itinerários, imbuídos de uma consciência cujo horizonte finito e temporal tem como limite a autenticidade.

Biografia do Autor

Maria Celeste Natário, Universidade do Porto - Portugal

Doutora em Filosofia, Universidade do Porto – Portugal. Coordenadora do Grupo de Investigação Roots and Horizons of Philosophy and Culture in Portugal / Instituto de Filosofia / Faculdade de Letras da Universidade do Porto / RG-PHIL-Norte-Porto-502-1948. Professora de Filosofia no Instituto de Filosofia da Universidade do Porto Portugal - U.Porto.

Referências

CAMUS, Albert. 1942. Le Mythe de Sisyphe, Paris, Gallimard.
CAMUS, Albert. 1951. L’Homme Révolté, Paris, Gallimard.
CAMUS, Albert. 1992. L’Étranger, Paris, Gallimard.
FERREIRA, Vergílio. 1967. Estrela Polar, Lisboa, Portugália. FERREIRA, Vergílio. 1979. Aparição, Lisboa, Bertrand.
FERREIRA, Vergílio. 1981. Um escritor apresenta-se, Lisboa, INCM. FERREIRA, Vergílio. 1982. Nítido Nulo, Lisboa, Bertrand.
FERREIRA, Vergílio. 1994. Invocação ao Meu Corpo, Lisboa, Bertrand. FERREIRA, Vergílio, 1998, Pensar, Lisboa, Bertrand.
HEIDEGGER, Martin. 2002. Caminhos de Floresta, trad. de Irene Borges Duarte et al., Lisboa, FCG/ CFUL.
LOURENÇO, Eduardo. 1987. Heterodoxia, Lisboa, Assírio e Alvim.
Publicado
2021-08-26
Como Citar
Natário, M. C. (2021). Itinerários da Finitude:: Albert Camus e Vergílio Ferreira. ARARIPE - REVISTA DE FILOSOFIA , 2(1), 33-43. Recuperado de //periodicos.ufca.edu.br/ojs/index.php/araripe/article/view/773