Modelos de gestão do conhecimento em bibliotecas acadêmicas do Brasil

uma análise sistemática

  • Carlos Henrique Sousa Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará / Universidade Fernando Pessoa (Porto, Portugal)
  • Luís Manuel Borges Gouveia Universidade Fernando Pessoa

Resumo

A gestão do conhecimento é considerada uma importante área multidisciplinar e complexa, prática gerencial que conquistou um viés universal devido a possibilidade de ser aplicada em qualquer organização, visando almejar inovação em produtos e serviços. Nesse contexto, esta pesquisa teve como objetivo identificar e caracterizar os trabalhos científicos que tratam sobre modelos de gestão do conhecimento propostos para bibliotecas acadêmicas brasileiras. Para tanto, foi realizada uma revisão de literatura nas teses e dissertações dos programas de pós-graduação do Brasil, defendidas no período de 2003 a 2018. Assim, os resultados mostraram que a temática está presente com recorrência na área de Biblioteconomia e Ciência da Informação, bem como que o maior número de modelos de GC foram idealizados para o contexto das bibliotecas universitárias. Quatro modelos foram destacados no levantamento devido suas especificidades de atuação: Castro (2005), Rostirolla (2006), Bem (2015) e Sousa (2017). Tais resultados podem servir de orientação para pesquisadores em futuras pesquisas ou de referência para gestores de bibliotecas e bibliotecários em promoverem a implementação da GC.

Biografia do Autor

Carlos Henrique Sousa, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará / Universidade Fernando Pessoa (Porto, Portugal)
Doutorando em Ciência da Informação pela Universidade Fernando Pessoa - UFP. Mestre em Biblioteconomia pela Universidade Federal do Cariri - UFCA.
Publicado
2020-01-06
Seção
Artigos