A BIBLIOTECONOMIA NA REPRESENTAÇÃO FÍLMICA DE GÊNERO

  • Gláucio Barreto de Lima Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE).

Resumo

Analisa quatro filmes exibidos entre 2015 e 2016 na cidade de Fortaleza que aborda a forma como a Biblioteconomia é apresentada, seja através da imagem de bibliotecários, ou como o espaço da biblioteca é revelado pelas discussões de gênero no cinema. Problematiza o que a análise fílmica, como recurso metodológico, permite de representação da relação entre a Biblioteconomia e as questões de gênero. Considera que pesquisas na área da Biblioteconomia sobre gênero são imprescindíveis e que abrem possibilidades para debater o preconceito e a discriminação contra LGBTTT.

Biografia do Autor

Gláucio Barreto de Lima, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE).

Mestrando em Biblioteconomia, pela Universidade Federal do Cariri (UFCA). Bacharel em Biblioteconomia pela Universidade Federal do Ceará (UFC); Especialista em Pesquisa Científica pela Universidade Estadual do Ceará (UECE); Licenciado em Filosofia pela Universidade Estadual do Ceará (UECE). Bibliotecário/Documentalista do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE). Desenvolve pesquisas na área de informação, principalmente nos seguintes temas: Informação e Sociedade, Informação Ambiental, Educação, Informação e Gênero, Informação Queer, Filosofia e Infoexclusão.

Referências

BAUER, Martin W.; GASKELL, George. (Orgs.) Pesquisa qualitativa com texto, imagem e som: um manual prático. 12. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2014. 516 p.

CASTRO, César Augusto. História da Biblioteconomia brasileira. Brasília: Thesaurus, 2000. 287 p.

CONNELL, Raewyn; PEARSE, Rebecca. Gênero: uma perspectiva global. São Paulo: nVersus, 2015. 335 p.

CURTA o Gênero. Guia de programação. Fortaleza: Fábrica de Imagens, 2016. 66 p.

FESTIVAL de Cinema e Cultura da Diversidade Sexual. 9º For Rainbow. [Fortaleza]: Cenapop Cultura e Eco-cidadania, 2015. [Folder explicativo].

FONSECA, Edson Nery da. Introdução à Biblioteconomia. 2. ed. Brasília: Briquet de Lemos Livros, 2007. 152 p.

FONSECA, Edson Nery da. Introdução à Biblioteconomia. 2. ed. Brasília: Briquet de Lemos Livros, 2007. 152 p.

GONÇALO, Pablo. Uma encruzilhada íntima e geracional. In: MURARI, Lucas; NAGIME, Mateus. (Orgs.) New Queer Cinema: segunda onda. [Juiz de Fora, MG]: Luzes da Cidade; Caixa Cultural, 2016. p. 58 – 62.

MURARI, Lucas; NAGIME, Mateus. (Orgs.) New Queer Cinema: cinema, sexualidade e política. [Juiz de Fora, MG]: Luzes da Cidade; Caixa Cultural, 2015. 212 p.

MURARI, Lucas; NAGIME, Mateus. (Orgs.) New Queer Cinema: segunda onda. [Juiz de Fora, MG]: Luzes da Cidade; Caixa Cultural, 2016. 115 p.

PINHO, Fabio Assis. Aspectos éticos em representação do conhecimento em temáticas relativas à homossexualidade masculina: uma análise da precisão em linguagens de indexação brasileiras. 2010. 149 f. Tese (Doutorado em Ciência da Informação)- Faculdade de Filosofia e Ciências, Universidade Estadual Paulista, Marília – SP, 2010.

SOARES, Marcos. O diário de Marjorie: memórias de uma travesti. Rio de Janeiro: Metanoia, 2014. 98 p.

Publicado
2016-12-13
Como Citar
LIMA, G. B. DE. A BIBLIOTECONOMIA NA REPRESENTAÇÃO FÍLMICA DE GÊNERO. Folha de Rosto, v. 2, p. 50-57, 13 dez. 2016.