O comportamento informacional frente às fake news

um estudo com administradores(as) do grupo “Bibliotecários do Brasil” no Facebook

  • Josué Pereira da Silva Santos Universidade Federal de Goiás (UFG)
  • Andrea Pereira dos Santos Universidade Federal de Goiás (UFG)
Palavras-chave: comportamento informacional, fake news, bibliotecários(as)

Resumo

Estudo de caso realizado com o objetivo de analisar o comportamento e atitudes informacionais dos(as) administradores(as) do grupo “Bibliotecários do Brasil” no Facebook, identificando desafios e competências necessárias aos(as) bibliotecários(as) para estabelecer a credibilidade das informações antes de compartilhar ou publicar na página do grupo que possui aproximadamente 16 mil integrantes, entre bibliotecários(as) e interessados(as) na área. Foi utilizada, como metodologia, um estudo de caso de abordagem qualitativa, sob classificação proposta por Gil (2017) sendo uma pesquisa básica, aplicada e exploratória. O instrumento de coleta de dados e análise, foi através de entrevista remota com os(as) administradores(as) do grupo do Facebook. Este artigo é parte da dissertação defendida no ano de 2021 e busca responder sobre o comportamento informacional dos administradores do grupo “Bibliotecários do Brasil” no Facebook e quais atitudes diante da disseminação de possíveis fake news. Constatou-se que grupos voltados para os(as) profissionais da informação, neste caso, os(as) bibliotecários(as), também são suscetíveis a disseminação de desinformações, e percebe-se ainda ser um desafio constante estabelecer a checagem dos fatos diante do grande acúmulo de informações propagadas nas mídias sociais digitais constantemente, no caso desta pesquisa, o campo de estudo foi na rede social do Facebook. 

Biografia do Autor

Josué Pereira da Silva Santos, Universidade Federal de Goiás (UFG)

Doutorando e Mestre em Comunicação pela Universidade Federal de Goiás (UFG). Bacharel em Biblioteconomia, pela UFG. Prof. Efetivo no Instituto de Pós-Graduação e Graduação (IPOG).

Andrea Pereira dos Santos, Universidade Federal de Goiás (UFG)

Pós Doutora em Ciência da Informação na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Doutora em Geografia, pela Universidade Federal de Goiás (UFG). Mestra em Comunicação, pela UFG. Bacharela em Biblioteconomia, pela UFG. Profª Adjunta do Curso de Biblioteconomia e do Programa de Pós-Graduação em Comunicação da UFG.

Referências

ALLCOTT, Hunt; GENTZKOW, Matthew. Social media and fake news in the 2016 election. Journal of Economic Perspectives, v. 31. n. 2. National Bureau of Economic Research, 2017. p. 211-236. Disponível em: https://web.stanford.edu/~gentzkow/research/fakenews.pdf. Acesso em: 25 fev. 2020.

BERGAMASCO, Daniel; BRONZATTO, Thiago; GONÇALVES, Eduardo. A ameaça das fake news. Veja, v. 51. n. 3. ed. 2565. São Paulo: Abril, 2018.

BOUNEGRU, Liliana. et al. A field guide to fake news: a collection of recipes for those who love to cook with digital methods. (Chapters 1-3). Public Data Lab, Research Report, 2017. Disponível em: https://ssrn.com/abstract=3024202. Acesso em: 25 fev. 2020.

CAMPELLO, Bernadete. O movimento da competência informacional: uma perspectiva para o letramento informacional. In: Ciência da Informação, Brasília, v.32, n.3, p.28- 37, set./dez. 2003. Disponível em: http://www.ibict.br/cienciadainformacao. Acesso em: 14 jan. 2020.

COELHO NETO, José Teixeira. Do paradigma do acervo para o paradigma da informação. In: Simpósio Brasil – Sul de Informação, 1., 1996, Londrina. Anais [...]. Londrina: UEL, 1996. p. 15-30.

COMISSÃO EUROPEIA. A multi-dimensional approach to disinformation Report of the independente High level Group on fake news and online disinformation. 2018. Disponível em: https://ec.europa.eu/digital-single-market/en/news/final-report-high-level-expert-group-fake-news-and-online-disinformation Acesso em: 10 de outubro de 2020.

CONSELHO REGIONAL DE BIBLIOTECONOMIA 1ª REGIÃO (CRB). Não às fake news: fake news nas eleições brasileiras. 2018. Disponível em: https://crb1.org.br/nota-de-repudio-do-crb-1-as-fake-news/. Acesso em 09 mar. 2020.

CORRÊA, Elisa Cristina Delfini; CUSTODIO, Marcela Gaspar. A informação enfurecida e a missão do bibliotecário em tempos de pós-verdade: uma releitura com base em ortega y gasset. Revista Brasileira de Biblioteconomia e Documentação, 2018. Disponível em: https://rbbd.febab.org.br/rbbd/article/view/777/1043 Acesso em: 27 março 2019.

D’ANCORA, Matthew. Pós-verdade: a nova guerra contra os fatos em tempos de fake-news. Barueri: Fato Editorial, 2018.

DIRETORIA DE ANÁLISE DE POLÍTICAS PÚBLICAS. Desinformação na era digital: amplificações e panorama das eleições 2018. Rio de Janeiro: FGV; DAPP, 2018.

GIL, Antônio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2017.

INTERNATIONAL FEDERATION OF LIBRARY ASSOCIATIONS AND INSTITUTIONS (IFLA). Declaração de Alexandria sobre competência Informacional e aprendizado ao longo da vida. In: National Fórum on Information Literacy, 2005. Disponível em: www.ifla.org/III/wsis/BeaconInfSoc-pt.html. Acesso em: 10 jan. 2020.

JAMIL, George Leal; NEVES, Jorge Tadeu de Ramos. A era da informação: considerações sobre o desenvolvimento das tecnologias da informação. Perspectiva em ciência da informação, Belo Horizonte, MG, v.05, n.1, p.41- 53, jan./jun. 2000. Disponível em: http://portaldeperiodicos.eci.ufmg.br/index.php/pci/article/view/11/309. Acesso em: 14 jan. 2019.

MASCARENHAS, Sidnei A. (org.). Metodologia científica. São Paulo: Pearson Education do Brasil, 2012. (Coleção Bibliografia Universitária Pearson).

MIRANDA, Antônio; SIMEÃO, Elmira. (orgs.). Alfabetização digital e acesso ao conhecimento. Brasília/DF: Universidade de Brasília, Departamento de Ciência da Informação e Documentação, 2006.

OLIVEIRA, Sara Mendonça Poupel de. Disseminação da informação na era das fake news. In: EREBD, 5., 2018, Belo Horizonte. Anais [...]. Belo Horizonte: UFMG, 2018. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/moci/article/view/16878. Acesso em: 11 abr. 2022.

PAULA, Lorena Tavares de; SILVA, Thiago dos Reis Soares da. BLANCO, Yuri Augusto. Pós verdade e fontes de informação: um estudo sobre fake news. Revista do conhecimento em ação, Rio de Janeiro, RJ, v.02, n.1, p.93- 110, jan./jun. 2018. Disponível em: https://revistas.ufrj.br/index.php/rca/article/view/16764. Acesso em: 28 março 2019.

PINHEIRO, Marta Macedo Kerr; BRITO, Vladimir de Paula. Em busca do significado da desinformação. DataGramaZero: revista de informação, v. 15 n. 6. 2014. Disponível em: https://brapci.inf.br/index.php/res/v/8068 Acesso em: 11 abr. 2022.

SALCEDO, Diego Andres; SILVA, Jhoicykelly Roberta Pessoa. A disseminação da informação: o papel do bibliotecário-mediador. Revista ACB: Associação Catarinense de Bibliotecários. v.22. n.1. Santa Catarina, Florianópolis, 2017. Disponível em: https://revista.acbsc.org.br/racb/article/view/1274 Acesso em: 14 abr. 2022.

SANTOS, Raquel do Rosário; DUARTE, Emeide Nóbrega; LIMA, Izabel de França. O papel do bibliotecário como mediador da informação no processo de inclusão social e digital. Revista Brasileira de Biblioteconomia e Documentação, v. 10, n. 1. 2014. p. 36-53. Disponível em: https://www.brapci.inf.br/index.php/res/v/3261. Acesso em: 10 mar. 2020.

TERRA, Ana Lúcia; SÁ, Salvina. Tudo o que vem à rede é peixe?: a credibilidade da informação na web. In: ACTAS., 2012, Lisboa, Fundação Calouste Gulbenkian, n.11. 2012. Disponível em: https://core.ac.uk/download/pdf/47140515.pdf. Acesso em: 14 jan. 2019.

VALENTE, Jonas. WhatsApp é principal fonte de informação do brasileiro, diz pesquisa. Agência Brasil, Brasília: [s. n.], 10 dez. 2019. Disponível em: https://agenciabrasil.ebc.com.br/geral/noticia/2019-12/whatsapp-e-principal-fonte-de-informacao-do-brasileiro-diz-pesquisa#:~:text=Uma%20pesquisa%20realizada%20pela%20C%C3%A2mara,popular%20juntamente%20com%20o%20Facebook. Acesso em: 01 fev. 2022.

WEIJTS, Wies et al. Patients’ information seeking actions and physician’ responses in gynecological consultations. Qualitative Health Research, v. 3, n. 4, p. 398-429, 1993.Disponível em: https://journals.sagepub.com/doi/10.1177/104973239300300402 Acesso em: 11 abr. 2022.

WILSON, Tom D. On user studies and information needs. Journal of Documentation, v. 31, n.1, p. 3-15, 1981.

ZABALA, Antoni; ARNAI, Laia. Como aprender e ensinar competências. Porto Alegre: Artmed, 2010.

Publicado
2022-04-29
Como Citar
SANTOS, J. P. DA S.; SANTOS, A. P. DOS. O comportamento informacional frente às fake news: um estudo com administradores(as) do grupo “Bibliotecários do Brasil” no Facebook. Folha de Rosto, v. 8, n. 1, p. 188-206, 29 abr. 2022.