O Fenômeno do Produtivismo Acadêmico na Percepção dos Docentes da Área da Ciência da Informação

  • Edilson Barbosa Filho Universidade Federal da Paraíba
  • Luciana Ferreira da Costa
Palavras-chave: Produtivismo acadêmico, Percepção dos docentes, Programa de Pós-graduação em Ciência da Informação, Brasil

Resumo

Este estudo objetiva analisar a percepção sobre o fenômeno do produtivismo acadêmico pelos docentes do núcleo docente permanente dos Programas de Pós-Graduação em Ciência da Informação em funcionamento nas regiões Norte, Nordeste e Centro-oeste do Brasil. Metodologicamente, a pesquisa é bibliográfica e descritiva, pautando-se na abordagem qualitativa. Utiliza o questionário como instrumento de coleta de dados. Os dados obtidos são tratados e descritos à luz do arcabouço teórico. Como resultado, aponta que os docentes investigados, em sua maioria, percebem o produtivismo acadêmico como uma realidade de exigências de grandes proporções em suas atividades e que a ênfase recai nas questões quantitativas da produção científica. Conclui que a lógica produtivista altera o modo de vida dos docentes, confirmando que o produtivismo acadêmico pode afetar não apenas a performance no trabalho, mas reverberar em sérios problemas de saúde, a exemplo da ansiedade, do estresse e da síndrome de Burnout ou síndrome do esgotamento profissional que são atualmente responsáveis pelo afastamento do trabalho por determinado período de tempo. Transtornos que podem ter se agravado mais ainda com a pandemia de COVID-19.

Referências

ALCADIPANI, Rafael. Resistir ao produtivismo: uma ode à perturbação acadêmica. Cadernos EBAPE. BR, Rio de Janeiro, v. 9, n. 4, p. 1174-1178, 2011.
ALVES, Rui. Publish or Perish. Portuguese Journal of Nephrology & Hypertension, v. 28, p. 277-279, 2014.
ANDRADE, Juliana de Souza; CASSUNDÉ, Fernanda Roda de Souza Araújo; BARBOSA, Milka Alves Correira. Da liberdade à “Gaiola De Cristal”: sobre o produtivismo acadêmico na pós-graduação. Perspectivas em Gestão & Conhecimento, n. 1, v. 9, p. 169-197, 2019. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/pgc/article/view/43356/22445.
CAFÉ, Anderson Luis da Paixão. O controle e a regularidade na produção e na difusão de conhecimento no campo científico interdisciplinar. 2017. 322f. Tese (Doutorado MultiInstitucional e Multidisciplinar em Difusão do Conhecimento) - Universidade Federal da Bahia, Salvador, 2017.
COSTA, Luciana Ferreira da. A Museologia no Brasil, século XXI: atores, instituições, produção científica e estratégias. João Pessoa, CCTA, 2018.
COSTA, Luciana Ferreira da; RAMALHO, F. A. . Os usuários do Portal de Periódicos da Capes: perfil dos pesquisadores em saúde da UFPB. Revista ACB, Florianópolis, v. 15, p. 144-163, 2010.
COSTA, Luciana Ferreira da; DIAS, Guilherme Ataíde; SUAIDEN, Emir José; RAMALHO, Francisca Arruda. A pós-graduação em Ciência da Informação na UFPB: entrevista com a Professora Francisca Arruda Ramalho. Informação & Sociedade, v. 19, p. 147-155, 2009.
CURTY, Renata Gonçalves. Produção intelectual no ambiente acadêmico. Renata Curty, 2010.
GODOI, Christiane Kleinübing; XAVIER, Wlamir Gonçalves. O produtivismo e suas anomalias. Cadernos EBAPE.BR, v. 10, n. 2, p. 456-465, 2012.
KUENZER, Acacia. Zeneida; MORAES, Maria Célia Marcondes de. Temas e tramas na pós-graduação em educação. Educação & Sociedade, Campinas, v. 26, n. 93, p. 1341-1363, set./dez. 2005.
LAKATOS, Eva Maria; MARCONI, Marina de Andrade. Metodologia do Trabalho Cientifico. 7. ed. São Paulo: Atlas, 2009.
NÓVOA, António. O Regresso dos professores. In: Conferência desenvolvimento profissional de professores ao longo da vida. Lisboa, Portugal, 2007.
PIMENTA, Alessandra Giuliani. (Des)caminhos da pós-graduação brasileira; o produtivismo acadêmico e seus efeitos nos professores pesquisadores. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Federal da Paraíba, 2015.
RICHARDSON, Roberto Jarry. Pesquisa Social: métodos e técnicas. 3 ed. revista e ampliada. São Paulo: Atlas, 2008.
SAMPAIO, Patrícia Passos. Ser (in)feliz na universidade: sofrimento/prazer e produtivismo no contexto da pós-graduação em Saúde Coletiva/Saúde Pública. 2016. Tese (Doutorado em Saúde Coletiva) – Universidade de Fortaleza, 2016.
SANTIAGO, Rui; CARVALHO, Teresa; FERREIRA, Andreia. Changing knowledge and the academic profession in Portugal. HigherEducationQuarterly, v. 69, n. 1, p. 79-100, 2015.
SGUISSARDI, Valdemar; SILVA JUNIOR, João dos Reis. Trabalho intensificado nas federais: pós-graduação e produtivismo acadêmico. São Paulo: Xamã, 2009.
VELLOSO, Jacques; VELHO, Léa Maria Leme Strini. Mestrandos e doutorandos no país: trajetórias de formação. Brasília: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, 2001. Disponível em: http://www.dominiopublico.gov.br/download/texto/me001615.pdf.
VIZEU, Fábio; MACADAR, Marie Anne; GRAEML, Alexandre Reis. Produtivismo acadêmico baseado em uma perspectiva habermasiana. Cadernos EBAPE. BR, v. 14, n. 4, p. 984-1000, 2016.
VOSGERAU, Dilmeire Sant’Anna Ramos; ORLANDO, Evelyn de Almeida; MEYER, Patricia. Produtivismo acadêmico e suas repercussões no desenvolvimento profissional de professores universitários. Educ. Soc., Campinas, v. 38, n. 138, p. 231-247, 2017.
Publicado
2021-09-14
Como Citar
BARBOSA FILHO, E.; FERREIRA DA COSTA, L. O Fenômeno do Produtivismo Acadêmico na Percepção dos Docentes da Área da Ciência da Informação. Folha de Rosto, v. 7, n. 2, p. 142-155, 14 set. 2021.