Submissões

O cadastro no sistema e posterior acesso, por meio de login e senha, são obrigatórios para a submissão de trabalhos, bem como para acompanhar o processo editorial em curso. Acesso em uma conta existente ou Registrar uma nova conta.

Condições para submissão

Como parte do processo de submissão, os autores são obrigados a verificar a conformidade da submissão em relação a todos os itens listados a seguir. As submissões que não estiverem de acordo com as normas serão devolvidas aos autores.
  • A contribuição é original e inédita, e não está sendo avaliada para publicação por outra revista; caso contrário, deve-se justificar em "Comentários ao editor".
  • O arquivo da submissão está em formato Microsoft Word, OpenOffice ou RTF.
  • URLs para as referências foram informadas quando possível.
  • O texto está em espaço simples; usa uma fonte de 12-pontos; emprega itálico em vez de sublinhado (exceto em endereços URL); as figuras e tabelas estão inseridas no texto, não no final do documento na forma de anexos.
  • O texto segue os padrões de estilo e requisitos bibliográficos descritos em Diretrizes para Autores, na página Sobre a Revista.
  • Em caso de submissão a uma seção com avaliação pelos pares (ex.: artigos), as instruções disponíveis em Assegurando a avaliação pelos pares cega foram seguidas.
  • O manuscrito tem produção de conhecimento sobre Extensão Universitária.
  • É um artigo ou relato de extensão com no mínimo, 10 (dez), e no máximo, 15 (quinze) páginas ou é uma entrevista com no mínimo, 2 (duas), e no máximo, 10 (dez) páginas.
  • Citações, gráficos, tabelas, quadros e referências tem como padrão as normas da ABNT.
  • Contém RESUMO em português e ABSTRACT em inglês, ambos com no máximo 200 palavras, sem emprego de parágrafos. Deve ser conciso e claro, ressaltando os resultados mais importantes.
  • Contém palavras-chave e Keywords.

Diretrizes para Autores

Natureza do texto

Os trabalhos podem ser apresentados sob três categorias: Artigos, Relatos de Extensão e Entrevistas.

Artigos: um texto original com evidente contribuição para o desenvolvimento da área relacionada à Extensão Universitária, visando o diálogo entre a Universidade e a Sociedade, que represente um avanço no conhecimento e permita ao leitor avaliar objetivamente os dados apresentados e sua fundamentação teórica.

Relatos de extensão: trata-se de um texto que relate atividades e experiências vivenciadas pelo(s) pesquisador(es) junto à comunidade, resultados de trabalhos extensionistas em andamento ou concluídos e que foquem, especialmente, a relação do processo extensionista com a sociedade, trazendo contribuições para a área em foco.

Entrevista: é um texto que aborda conteúdos ligados à algum projeto de extensão e os entrevistados sejam exemplares para o debate sobre a finalidade e o processo da extensão na sociedade.

 

Informações Gerais

- Cada edição da revista será composta por 10 (dez) manuscritos.

- Os nomes dos autores devem ser removidos do manuscrito a fim de que este possa ser avaliado por pares assegurando a avaliação cega por pares.

- A quantidade máxima de autores/coautores deve ser 7 por manuscrito.

- O coordenador ou tutor do projeto de extensão deve necessariamente está presente dentre os autores/coautores do manuscrito.

- Os manuscritos devem apresentar pelo menos 3 imagens relacionadas ao projeto de extensão que o originou.

- Os artigos e relatos devem ter, no mínimo, 10 (dez), e no máximo, 15 (quinze) páginas.

- As entrevistas devem ter no mínimo 2 (duas) e no máximo 10 (dez) páginas.

a) Quanto a formatação

- Os textos devem ser enviados em arquivos do tipo Microsoft Word, OpenOffice ou RTF”.

- Citações, gráficos, tabelas e referências devem ter como padrão as normas da ABNT (NBR 6022/2018 - Artigos em publicação periódica científica; NBR 6023/2018 - Referências; NBR 10.520/2002 - Citações; NBR 6024/2012 - Numeração progressiva; NBR 6028/2003 - Resumos.)

- Margens: superior e esquerda com 3 cm e inferior e direita com 2 cm.

- Fonte tipográfica (letra): “Arial” / Tamanho 12

- Espaçamento:
Entrelinha : 1,5 pts;
Antes e depois das seções/subseções: 22 pts antes e 10 pts depois;
Entre textos, exemplos, citações e tabelas: espaçamento duplo. 

 b) Preparação do texto

A identificação dos autores deve ser apresentada em anexo, em formato PDF, como documento suplementar. O documento deve constar os nomes completos, escritos por extenso com letras maiúsculas somente nas iniciais, seguidos abaixo pelas seguintes informações: cargo que ocupa(m), instituição de origem, titulação, condição de bolsista do CNPq, CAPES ou outras organizações e endereço completo e e-mail. Deve ser indicado o autor, e seu e-mail, para correspondência.

- Para Artigos e relatos de extensão

No preparo dos originais deve-se observar, sempre que possível, a estrutura convencional dos artigos científicos: Título; Resumo e Abstract (com palavras-chaves e keywords); Introdução; Desenvolvimento; Material e Métodos; Resultados; Discussões e Impactos; e Referências.

Título: deve ser breve e indicativo da exata finalidade do artigo, com letras destacadas em negrito, seguido de sua tradução para o Inglês.

Resumo:  em português, com no mínimo 150 e máximo 250 palavras, em parágrafo único. Deve ser conciso e claro, ressaltando os resultados mais importantes.

Abstract: em Inglês, com as mesmas características do Resumo.

Palavras-chaves (keywords): colocadas em seguida ao Resumo e Abstract, em número máximo de cinco.

Introdução: deve estabelecer com clareza o objetivo do trabalho e sua justificativa relacionando-o se necessário com outros campos e apresentado de forma sucinta a situação em que se encontra o problema investigado. Na introdução sugere-se que não extensas citações literárias sejam substituídas por referências a trabalho mais recente sobre o tema.

Desenvolvimento: segue a ABNT NBR 14724 é uma construção do conteúdo utilizando as fontes de pesquisa do autor. Parte principal do texto, que contém a exposição ordenada e pormenorizada do assunto abordado.

Material e Métodos: a descrição dos métodos usados (inclusive a análise estatística) deve limitar-se ao suficiente, para possibilitar a perfeita compreensão dos mesmos. Processos e técnicas já descritos em outros trabalhos devem ser apenas citados, a menos que tenham sido bastante modificados.

Resultados: devem ser apresentados com clareza e, sempre que necessário, acompanhados de tabelas e material ilustrativo pertinentes à análise das informações.

Ilustrações: Qualquer que seja o tipo de ilustração, sua identificação aparece na parte superior, precedida da palavra designativa (desenho, esquema, fluxograma, fotografia, gráfico, mapa, organograma, planta, quadro, retrato, figúra, imagem, entre outros), seguida de seu número de ordem de ocorrência no texto, em algarismos arábicos, travessão e do respectivo título. Após a ilustração, na parte inferior, indicar a fonte consultada (elemento obrigatório, mesmo que seja produção do próprio autor), legenda, notas e outras informações necessárias à sua compreensão (se houver). A ilustração deve ser citada no texto e inserida o mais próximo possível do trecho a que se refere.

Tabelas: Devem ser citadas no texto, inseridas o mais próximo possível do trecho a que se referem e padronizadas conforme o Instituto Brasileiro de Geografi a e Estatística (IBGE).

Discussão e impactos: Deve restringir-se à avaliação dos resultados obtidos e de suas possíveis causas e consequências, relacionando as novas contribuições aos conhecimentos anteriores.

Referências: devem ser apresentadas em ordem alfabética por sobrenome do autor e, em caso de repetição da autoria, em ordem temporal.

- Para Entrevista

Para a preparação de um roteiro para entrevista, recomenda-se um conhecimento prévio sobre o assunto que será tratado, ou sobre o entrevistado, sempre tendo em vista o público alvo do conteúdo que será gerado. A entrevista deve ser iniciada com uma apresentação dos seus objetivos.

Sugere-se que para a elaboração da entrevista sejam verificados os seguintes questionamentos para atestar a relevância da mesma:

- Representa um avanço no conhecimento que merece ser divulgado para a sociedade?

- Contribui para a popularização do conhecimento científico?

- Apresenta inovações significativas?

- Pode ter impacto na sociedade ou na definição de políticas públicas?

- Além do público-alvo, a entrevista poderá ser utilizada também por tomadores de decisão, pesquisadores, estudantes e público em geral?

Além de entrevistas com autores de artigos, pode-se optar também pela realização de uma entrevista com extensionistas nacionais ou internacionais e com pessoas que sejam referência no assunto.

As entrevistas devem ser encaminhadas de forma textual. Para a preparação de entrevistas em formato textual, é necessário considerar os seguintes aspectos:

Tamanho: deve ter no mínimo 2 (duas) e no máximo 10 páginas;

Idioma: poderão ser encaminhadas nos idiomas: português ou inglês;

Imagem: deverão, obrigatoriamente, ser acompanhadas pela foto do entrevistado que deve ser enviada em arquivo anexo (.jpg ou .gif), com boa resolução (acima de 100 KB) e com autorização prévia do entrevistado. Caso seja de interesse deste, pode ser incluída também uma imagem que complemente o conteúdo da entrevista;

Dados sobre o entrevistado: breve texto com dados sobre o entrevistado, contendo informação sobre o currículo, incluindo instituição a qual está afiliado, projetos de extensão desenvolvidos, formação acadêmica, outros;

Lead: as entrevistas deverão estar acompanhadas do lead que consiste em um pequeno texto que fornece ao leitor a informação básica sobre o tema. O lead deve conter informação que responda às seguintes questões: “O quê” e/ou “Quem?”, “Quando?”, “Onde?”, “Como?”, e “Por quê?”.

 

Considerações sobre a autoria

Os textos podem ser elaborados por autores das pesquisas, pelo editor do periódico ou equipe editorial. Ao submeter uma entrevista à revista EntreAções: Diálogos em Extensão, o autor abre mão, automaticamente, de quaisquer direitos sobre a publicação, libera o trabalho de edição do texto e a reprodução do mesmo por outros veículos, sem pagamentos.

Os conteúdos publicados na revista EntreAções: Diálogos em Extensão são de inteira responsabilidade dos autores, não refletindo, necessariamente, a opinião do Corpo Editorial da revista.

 

Revisões

Os artigos, relatos de extensão e entrevistas terão as seguintes revisões antes da publicação:

- Revisão técnica por consultor ad hoc;

- Revisão de língua portuguesa e inglesa por revisores profissionais;

- Revisão Final pelo Comitê Editorial;

- Revisão Final pelo(s) autor(es) do texto antes da publicação.

Artigos

Publicação de resultados de pesquisa original, com evidente contribuição para o desenvolvimento da área relacionada à Extensão Universitária, visando o diálogo entre a Universidade e a Sociedade.

Relatos de extensão

Publicação de relatos de extensão referentes a experiencias vivenciadas junto à comunidade resultados de trabalhos de extensionistas em andamento ou concluídos e que foquem, especialmente, a relação do processo extensionista com a sociedade.

Entrevista

Publicação de entrevistas cujos conteúdos estejam ligados à algum projeto de extensão e os entrevistados sejam exemplares para o debate sobre a finalidade e o processo da extensão na sociedade.

Política de Privacidade

Os nomes e endereços informados nesta revista serão usados exclusivamente para os serviços prestados por esta publicação, não sendo disponibilizados para outras finalidades ou a terceiros.